Gestão sustentável de resíduos sólidos da Ciser recebe Prêmio Expressão de Ecologia

No período de um ano, entre 2016 e 2017, a Ciser reduziu de 8.851 para 5.206 toneladas o volume de resíduos sólidos gerados na nova fábrica da empresa, situada em Araquari. O trabalho, que envolveu a ação integrada de diversos setores e resultou em menor impacto ao meio ambiente, foi contemplado com o 25º Prêmio Expressão de Ecologia. O gerente de Gestão de Pessoas, Leandro José Soares, e os autores do projeto, Cleiton Leonam de Sá Barbosa e Anderson Almeida Rudnick, estiveram em Florianópolis para receber a premiação, entregue na semana passada, durante o Fórum de Gestão Sustentável 2018, na sede da Federação das Indústrias do Estado (Fiesc). No total, 29 instituições e empresas de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul foram homenageadas.


Segundo projeto, a transferência do parque industrial para Araquari motivou a necessidade de reavaliar a gestão de resíduos sólidos da companhia, implicando em mudança de cultura organizacional, voltada à redução na geração, reutilização e reciclagem desses resíduos, além de menores custos atrelados à destinação. Já na concepção da nova fábrica, a equipe de gestão ambiental trabalhou com as áreas de instalação industrial e construção, buscando layouts que permitissem processos ecoeficientes e melhor uso de recursos. O sistema de gestão de resíduos sólidos da Ciser inclui coletores separados, conforme as necessidades de cada setor, central de resíduos com caçambas sinalizadas e um quadro de indicadores disposto na fábrica, no qual o colaborador tem acesso à quantidade de resíduos gerados, percentual reciclado e custos com destinação no mês. Também foram oferecidos treinamentos sobre a segregação correta dos resíduos sólidos e seus impactos ao meio ambiente.


Confira os detalhes em nosso infográfico.