O relacionamento entre a Ciser e a Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), com o suporte da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação de Santa Catarina (Fapesc), viabilizou a aquisição de equipamentos de última geração para o Laboratório de Plasma da instituição de ensino, localizado no campus de Joinville.

Parceria entre Ciser e Udesc garante compra de equipamentos de última geração

Parceria entre Ciser e Udesc garante compra de equipamentos de última geração

Laboratório que abriga os equipamentos foi batizado de "Sala Ciser"

O reator de plasma para tratamento de superfície de materiais e os equipamentos para caracterizações foram inaugurados em uma solenidade ontem, 5 de junho. Os investimentos para a inovação foram garantidos por meio de projeto inscrito pela empresa e pela universidade em edital da Fapesc, voltado ao desenvolvimento dos chamados “fixadores inteligentes”.

Adriana Spinola, responsável pelo Núcleo de Inovação Ciser, que inclui Pesquisa e Desenvolvimento, explica que os processos em desenvolvimento, já patenteados, quando aplicados em fixadores, possibilitarão alterações na superfície, indicando mudanças de comportamento quando submetidos à determinada tensão.

“Serão aplicados em situações críticas, nas quais é importante monitorar tensão de aperto de juntas, evitando danos ao meio ambiente e acidentes. Vários segmentos industriais serão beneficiados”, afirma Adriana.

A pesquisa, que vai utilizar o Laboratório de Plasma, deve ser concluída até 2015. “O know-how em desenvolvimento da Udesc será fundamental nesse processo”, sublinha Adriana. "Ao integrar empresa, universidade e governo, a Ciser contribui para o desenvolvimento científico e tecnológico do Brasil".

Parceria entre Ciser e Udesc garante compra de equipamentos de última geração

Parceria entre Ciser e Udesc garante compra de equipamentos de última geração

Para concretização da pesquisa foi montada uma equipe multidisciplinar, que inclui, além de profissionais da Ciser, doutores, mestres e graduandos em iniciação científica que integram o Laboratório de Plasma, sob a coordenação do professor Luís César Fontana.

O professor está entusiasmado com as perspectivas que se abrem para o laboratório a partir da instalação dos novos equipamentos: “Trata-se de uma parceria muito relevante, não só para a Udesc mas para a cidade, para o estado, para o país. Poderemos fazer, aqui, pesquisas no mesmo nível que se faz nos países de Primeiro Mundo".